21 de março de 2014

Bala de Caramelo que Derrete na Boca, O Difícil é Não Comer Tudo de Uma Vez!



Nunca fui muito fã de bala de caramelo. Na verdade não gosto de balas. A de caramelo eu até curto o sabor, mas não gosto de bala dura e nem daquela que gruda no dente. Porém, um dia comprei um sorvete Ben&Jerry`s que vinha no meio um caramelo cremoso com sal. Fiquei impressiona com aquele sabor, nem queria saber do sorvete, só ficava procurando o caramelo. Então me lembrei de uma receita de bala de caramelo cremosa com flor de sal. Corri atrás dos ingredientes e na primeira oportunidade lá fui eu para o fogão.



50 minutos mexendo sem parar....mais algumas horas para esfriar completamente...mais 1 hora de geladeira para dar o ponto certo para cortar...e... nhac! Valeu a pena! Não me importo com o trabalho para fazer algo, se o resultado for compensador. E foi, como foi!








Com as mudanças de temperatura o caramelo vai mudando de aparência, acho que com muita experiência prática dá para fazer "de olho" (reparem na foto), mas para ter certeza do resultado só usando um termômetro mesmo. Se o caramelo passar 2 graus acima do desejado já perde o ponto de derreter na boca e fica duro. Com 2 graus abaixo fica mole e não dá ponto de corte. Ou seja, se você ama bala de caramelo melhor comprar um termômetro para calda.

Bala de Caramelo Salgada
do lindo livro Miette

Utensílios utilizados: uma panela de inox de capacidade para 6 litros, 1 fouet de inox, termômetro para calda de açúcar, uma forma quadrada 24x24 cm, papel manteiga, faca grande de lamina lisa, colheres e xícaras medidoras, filme plástico e papel vegetal cortado em quadrados.

1 1/2 xícaras de creme de leite fresco
1 1/4 de xícaras de leite integral
2 xícaras de açúcar granulado
1 1/4 xícaras açúcar demerara
1 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de manteiga sem sal + manteiga para untar a forma
1/2 xícara de glicose de milho
3 colheres de sopa de água
Flor de sal para salpicar

1- Unte a forma quadrada com manteiga e depois forre com o papel manteiga. Para facilitar na hora de desenformar, coloque o papel manteiga saindo cerca de 3 cm para fora da forma (repare na foto);
2- Em uma panela grande coloque todos os ingredientes (menos a flor de sal, que é para salpicar!), mexa rapidamente só para misturar. Coloque o termômetro na panela e leve ao fogo médio-baixo. Mexa a mistura com o fouet o tempo todo, até ela atingir a temperatura de 118 graus Celsius (cerca de 50 minutos);
3- Assim que atingir a temperatura despeje imediatamente o caramelo na forma. Deixe esfriar por uns 20 minutos e salpique o a flor de sal. Deixe esfriar completamente na temperatura ambiente, então embrulhe em um filme plástico (ainda na forma) e leve para geladeira por 1 hora a 1 hora e meia;
4- Retire da geladeira, desenforme, retire o papel que estará grudado na base e coloque a bala em uma superfície que possa ser cortada - na bancada de pedra ou em uma tábua para corte. Corte as balas em quadrados e embrulhe imediatamente, senão elas começarão a perder a forma. Guarde em um pote com tampa hermética por 1 semana. 

PS: Em 3 dias  minhas balas criaram uma camada de açúcar por fora. Apesar de indesejado, este efeito não prejudicou seu sabor. 
PS 2: Para embrulhar você pode usar celofane ou papel vegetal. Muitos lugares que vendem artigos para festa já oferecem o papel cortado.

Espero que consigam fazer a receita!
Bom final de semana para todos. Beijos, Lau
  

7 de março de 2014

Arroz Temperado e Lembranças da Casa da Mãe, ou da Avó?




Este arroz temperado me lembra muito a casa da minha mãe, lembra sábado, lembra infância, família reunida na pequena mesa da cozinha. Estava com vontade de comer um arroz diferente, temperado, mas  que não fosse risoto italiano e me lembrei dele. Quando meu marido começou a comer falou: "Arroz da avó Tina". É mesmo, minha avó também faz este arroz. Daí me lembrei da Romaria dos Cavalheiros de Sant`Ana, em Vargem Grande do Sul, minha cidade. É que minha avó sempre faz este arroz no dia da Romaria. Ela diz que é um prato bom para deixar pronto e cada um come na hora que quer, na hora que chegar da romaria.

Não sei se eu preparo o arroz da mesma forma que minha mãe e avó, nunca pedi a receita ou qualquer explicação. Simplesmente faço, me lembrando dos ingredientes e como deve ser o resultado final. Eu cozinhei o arroz no próprio molho, mas acho que elas fazem o molho, fazem o arroz e depois misturam. Não importa, ficou bom, na verdade ficou ótimo e, o melhor, ficou com gosto de casa de mãe.



Arroz Temperado
Receita de família

Utensílios utilizados: uma panela grande, colher de pau, ralador, tábua, faca, garfo, xícaras e colheres medidoras.


1 peito de frango médio
1 colher de sopa de mostarda dijon
sal a gosto
óleo

1 cebola picadinha
1 dente de alho amassado
milho de 1 espiga - se preferir use 1/2 lata de milho
1 colher de chá de shoyo
2 xícaras de passata de tomate
6 alcachofras pequenas cortadas em cubos pequenos*
15 unidades de azeitonas picadinhas
1/2 xícara de ervilhas congeladas

2 xícaras de arroz cru
água fervendo
sal a gosto

Queijo gouda - a receita original é com mussarela, mas aqui usei o gouda - ralado no ralo grosso.

* a receita original é com palmito, mas aqui na Holanda não tem. Neste caso use 6 palmitos grandes e macios.

1- Coloque a mostarda e o sal no peito de frango. Esquente um pouco o óleo na panela e coloque o peito de frango para cozinhar. Deixe no fogo baixo para que todo o peito, até seu interior, cozinhe bem. Quando o peito estiver todo cozido, retire da panela e transfira para uma tábua. Com um garfo desfie todo o peito;
2- Na panela que você utilizou para fazer o frango, refogue a cebola, quando estiver quase murcha junte o alho; 
3- Coloque água para ferver - cerca de 1 litro.
4- Junte o milho e refogue um pouco. Depois junte o frango já desfiado, o shoyo, a passata de tomate e todos os demais ingredientes. Deixe a mistura borbulhar. Antes de colocar o arroz verifique se o sal da mistura está bom;
5- Acrescente o arroz cru ao molho de tomate, misture bem, acrescente agora o sal que você colocaria para o arroz - se por acaso sua mistura tinha ficado salgada, aproveite agora para acertar - torne a misturar. Coloque então a água fervente, 2 dedos acima do arroz. Se precisar, acrescentamos mais durante o cozimento, pois o arroz também irá cozinhar com o molho de tomate e com a água dos alimentos. Feche a tampa e deixe cozinhar em fogo baixo até o arroz ficar cozido. Fique atento para ver se será necessário acrescentar mais água.
6- Quando o arroz estiver cozido, desligue o fogo, coloque o queijo ralado por cima, tampe a panela e espere 3 minutos, ou até o queijo derreter. Se você for servir em uma travessa, e não na panela como eu fiz, primeiro transfira o arroz para travessa, depois coloque o queijo por cima e então leve ao forno bem quente por alguns minutos, só para o queijo derreter. 

Bom final de semana! Beijos, Lau

27 de fevereiro de 2014

Bolo de Banana Com Mel e Cobertura de Doce de Leite



Oi pessoal, 
Como prometi no post anterior, aqui vai a receita do bolo de banana que fiz na colmeia do aniversário da Clarice. Já fiz a receita outras vezes e sempre me surpreendo, dou uma mordida e penso: "nossa, como este bolo é bom!" Adoro receitas assim!

É claro que no aniversário em si ela não fez sucesso, ninguém partiu o bolo de colmeia, pode? Claro, tinha cupcakes, bolo recheado e ainda os brigadeiros, beijinhos e olho de sogra maravilhosos da Tia Nina Brigadeiros. Mas, eu escolhi esta receita por que eu queria utilizar algo com mel, para entrar no clima das abelhas.

Eu tinha considerado fazer o bolo de colmeia sem a forma própria para ele, como na foto abaixo. Esta é uma boa dica para quem quer fazer e não tem a forma. Esta foto abaixo não é minha, não tirei foto do meu, mas deu super certo, não achei difícil. O único problema, é que apesar de eu ter achado a cobertura de buttercream de mel bem gostosa, vai muita cobertura para deixar o bolo neste formato, o que acaba deixando desproporcional a quantidade de massa de bolo x quantidade de cobertura. (Se quiser ver o passo a passo deste bolo clique AQUI)

Foto: www.zoebakes.com

Na verdade estas formas são só idéias, este bolo irá aparecer com freqüência na minha casa em uma tradicional forma de buraco para o café da manhã ou da tarde. Por cima eu colocaria um doce de leite caseiro, como da primeira foto, ou apenas uma salpicada de açúcar e canela. Hmmm...percebo que estou babando em cima do computador! Ai, como é difícil não ter forno! 

Bolo de Banana com Mel e Cobertura de Doce de Leite 
 receita do bolo tirada daqui

Bolo

Utensílios utilizados: forma para bolo, panela pequena, uma peneira de metal, batedeira, xícaras e colheres medidoras, tigela grande, colher e pão duro.

230 g de manteiga ou 1 xícara, em temperatura ambiente

2 e 1/2 xícaras de farinha
1 e 1/2 colher de chá de fermento químico
3/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
1 e 1/2 colher de chá de canela
1 xícara de açúcar
1 colher de chá de aroma de baunilha
2 ovos, em temperatura ambiente
1 e 1/2 xícara de purê de banana nanica - banana amassada - cerca de 4 unidades
1/2 xícara de buttermilk *

1- Pré-aqueça o forno em 200 graus. Unte com farinha e manteiga a forma escolhida e reserve;

2- Coloque a manteiga em uma panela pequena e leve ao fogo baixo. Deixe a manteiga no fogo até ela ficar na cor caramelo. Cuidado para não passar o ponto e queimar a manteiga;
3- Coloque a manteiga na tigela da batedeira coando para evitar que qualquer pedacinho queimado não vá parar no bolo;
4- Se você tiver opções de tipo de batedor na sua batedeira, use o batedor de pá (não o que parece um fouet). Coloque junto com a manteiga, o açúcar o mel e a baunilha. Bata até a mistura esfriar um pouco;
5- Coloque os ovos, um de cada vez e deixe um incorporar totalmente antes de colocar o outro. Junte o purê de banana e mexa até incorporar;
6- Em uma tigela peneire, a farinha, o fermento, o bicarbonato e a canela, misture tudo e reserve;
7- Coloque um pouco da mistura com a farinha na batedeira e mexa só para incorporar, coloque metade do buttermilk, mais um pouco de farinha, outra metade do buttermilk e o restante da farinha. Mexa só até incorporar;
8- Asse por cerca de 40 minutos, ou até o palito sair limpo. Retire do forno e deixe esfriar.

 Buttermilk é o soro que sai quando se faz manteiga. Não achamos fácil para comprar aqui no Brasil. Para substituir o buttermilk, coloque uma xícara de leite e 2 colheres de chá de vinagre branco. Deixe em temperatura ambiente por uns 15 minutos. O soro do creme de leite também é perfeito para substituir o buttermilk. Se você for usar creme de leite em outra receita retire o soro e use no no bolo.

Doce de Leite  de  Colher da Avó Tina
Utensílios utilizados: um pires, uma colher de silicone ou pau, uma panela de fundo grosso, xícara medidora.

1 litro de leite
1 xícara de açúcar
1 pitada de bicarbonato de sódio

1- Coloque o litro de leite com o bicarbonato na panela e leve ao fogo. Quando começar a ferver jogue o açúcar e mexa por 5 minutos. Coloque o pires no fundo da panela, abaixe o fogo e deixe. Mexa de vez em quando, raspando cuidadosamente o doce que grudar na lateral da panela. Passado um certo tempo (40 minutos mais ou menos) o leite não transbordará mais, então retire o pires do fundo e deixe ele borbulhar até ficar na consistência desejada.
2- Deixe esfriar e guarde na geladeira.


Beijinhos, Lau

21 de fevereiro de 2014

Cupcake de Torta de Limão




No ano passado postei várias receitas de bolos e cupcakes feitos para o mesversário da Clarice. Foram todos escolhidos a dedo, com calma, com planejamento (nem sempre minhas receitas são assim). E os resultados foram ótimos. Com uma receita muito diferente da outra fica difícil escolher a mais gostosa. Mas, acho o cupcake de torta de limão ficou o melhor (e o de coco queimado com doce de leite em segundo lugar). Fiz um dia em Ouro Branco para testes e todos amaram. Depois fiz no aniversário da Clarice de novo, mas nem provei, espero que tenha ficado bom também, rsrsrsrsr.

Estes dias fui procurar a receita do cupcake aqui no blog (acho que eu sou a pessoa que mais usa meu blog!) e percebi que não tinha postado. Como assim, meu cupcake preferido de 2013 não entrou no blog? Muita mudança, coisa para arrumar, acho que pirei. Foi então que percebi que o incrível bolo de banana que usei para fazer a colmeia da festa da Clarice também não estava no blog. Vocês me desculpem pela falha grave, vou corrigir ambas. 


Vamos começar pelo cupcake?
Fofo, azedo na medida certa, com uma cobertura bem docinha para compensar...hmmm. Muito bom!
Como o creme de limão deixa ele mais molhado e protege para não resseque, ele se mantém fofo e úmido por bastante tempo.
A base é um bolo de limão comum, de liquidificador - atenção esta receita rende uma massa muito fofa e não dá certo para fazer mini-cupcakes, só dá certo com o tamanho tradicional - um creme de limão por cima, o conhecido "lemon curd" e para finalizar um delicioso merengue arrematado com uma queimadinha pelo maçarico. 

Aliás, o merengue é um capítulo a parte. Já tinha feito duas receitas de merengues que peguei na internet e nenhuma tinha dado certo. Ficava meio açucarado, pesado e desmanchava depois de um tempo. Me sentei e fiquei desolada pensando nos meus merengues desastrosos e pensei: "Eu queria um merengue fofo, leve, firme, um nuvem, como o que a minha avó usa na torta de banana dela". Deeerrrrrrrrrrr....Corri, liguei para a vó e peguei a receita! Apesar da receita ter margem para dar errado, por causa do ponto certo da calda, eu fiz e ficou perfeita :) 

Como faz tempo que fiz, não me lembro o rendimento dos cupcakes, acho que o bolo rende 24 cupcakes de tamanho tradicional. Sempre anoto estas informações, mas com a mudança não as tenho. Assim que eu fizer a receita de novo atualizo aqui no blog.




Cupcake de Torta de Limão
Saias Cadeiras e Panelas

Bolo de Limão

Utensílios utilizados: liquidificador, xícaras medidoras, peneira ou espremedor de limão que já separe os caroços, forminhas de cupcake, forma para cupcake.

2 limões
2 ovos
1/4 de xícara de óleo
1 e 1/4 de xícara de açúcar
1 e 1/4 de xícara de farinha
1 colher de sopa de fermento em pó

1- Ligue seu forno na temperatura de 200 graus. Coloque as forminhas de cupcake na forma e reserve.
2- Esprema o suco dos limões e complete com água até atingir 3/4 de xícara;
3- Coloque o suco com o óleo e os ovos no liquidificador. Bata e acrescente os demais ingredientes. Bata até ficar homogêneo.


Creme de Limão

Utensílios utilizados: Uma panela, uma tigela de vidro, balança digital, colher medidora, filme plástico

1 ovo
30g de açúcar (veja  AQUI a relação de gramas/xícara)
45 ml de suco de limão
30g de manteiga em pedaços
1/2 colher de sopa de extrato de baunilha

Raspas da casca de 1 limão


1- Prepare um banho maria de modo que o fundo da tigela não entre em contato com a água;
2- Na tigela de vidro, bata com um fouet o ovo e o açúcar;
3- Junte o suco de limão e a manteiga. Leve para o banho maria e mexa até engrossar, cerca de 4 minutos;
4- Junte a baunillha e a casca. Mexa e retire do fogo;
5- Coloque um filme plástico por cima relando no creme e deixe esfriar.


Merengue da Avó Tina

Utensílios utilizados: batedeira (com tigela e pás beeem limpas, senão o merengue não "vira"), panela pequena

3 claras
1 colher de fermento químico

2 xícaras de chá de açúcar
1 xícara de chá de água

1- Bata as claras em neve com o fermento até dobrar de tamanho;
2- Coloque a água e o açúcar e leve ao fogo, deixe em fogo baixo até formar fio "que voa", não muito firme *. 
3- Ligue a batedeira de novo (velocidade média) e vá despejando a calda devagar, em fio, até acabar. Depois continue batendo até o seu merengue estar totalmente frio. Use imediatamente.


*Eu sei esta parte é meio incerta, mas só sei assim. Quando fizer de novo (agora não dá não tenho batedeira) vou marcar o tempo e a temperatura da calda para ajudar.

Montagem

Espere o seu cupcake esfriar, então coloque sobre ele uma colher de chá do creme de limão e por cima o merengue. O merengue pode ser colocado com uma colher ou com o saco de confeitar. Neste da foto usei o saco com o bico redondo, sem desenho (1A da Wilton)

Bom final de semana, 
beijos, Lau

11 de fevereiro de 2014

Curso de Bolos em Paris





Oi pessoal, tudo bem?
Quem me acompanha pelo instagram (@laurabicas) viu que fui para Paris (3 horas de trem de Amsterdã) para participar de um curso de bolos na renomada escola Le Cordon Bleu. Amo cursos. De qualquer coisa. A gente sempre aprende algo novo, interessante. Imagine então frequentar um curso sobre o que eu mais gosto de fazer e em uma das melhores escolas de culinária do mundo! Foi muito legal!




A Le Cordon Bleu é conhecida por formar Chefs que alcançam sucesso e se destacam na sua carreira, mas eles também oferecem cursos livres para pessoas sem qualquer experiência e sobre diversos temas. Os principais são: "cozinhando para amigos", "pães tradicionais", "cozinha francesa regional", "molhos modernos e clássicos", "sabores mediterrâneos" e "cozinhas do mundo". Mas ainda há mais. Há cursos sobre vinhos, passeios em feiras em Paris, macaroons, aperitivos, entre outros. A minha irmã já fez o curso de "cozinha para amigos" e fez um post contando como foi - veja aqui

Para visualizar os cursos disponíveis, basta entrar no site oficial deles, escolher onde quer fazer o curso (não precisa ser Paris, pois eles têm vários campus) e as opções aparecerão. A inscrição é pela internet mesmo. Neste link AQUI estão as opções de Paris. Os cursos custam de 47 a  940 euros, dependo do assunto e da duração. 




Eu fiz o curso de "Financiers, Cakes e Pound Cakes" e gostei muito. O tempo é muito bem aproveitado. É cansativo. A gente não pára e não tem batedeira, fazemos tudo na mão, até um merengue. O Chef era muito simpático, mas só falava francês. A tradução para o inglês ficou por conta de uma tradutora americana, que também era Chef de confeitaria e nos ajudou bastante. Juntos deram muitas dicas e ensinaram vários detalhes. Valeu muito a pena, só fiquei com mais vontade colocar a mão na massa (lembra que eu não tenho forno!?). Ai, que saudade da minha batedeira amarela...



Quando eu voltar para o Brasil, vou repetir as receitas aprendidas, fotografar e compartilhá-lhas com vocês.

E vocês, já fizeram cursos de culinária, no Brasil ou fora? Me conta!
beijos, Lau

18 de janeiro de 2014

Mini-Churros e Meu Primeiro Vídeo!




Eu simplesmente amo churros. Lá em Minas eu gostava de ir em qualquer festa que estivesse acontecendo na cidade (e Minas sempre tem muitos eventos) só para encontrar a barraquinha de churros. Escolhia a dedo, qual delas estava fritando o churros na hora, pois ninguém merece fritura fria, né? Quando vi que fazer churros em casa era muito fácil fiquei super animada e não sosseguei enquanto não fiz. É tão fácil que faço rapidinho enquanto a Clarice brinca ou assisti um DVD.

Faz muito tempo que quero fazer vídeos para o blog. Não tem nada melhor que assistir o vídeo antes de fazer uma receita, tudo fica mais simples, mais claro. Finalmente criei coragem e fiz. É um vídeo super caseiro, mas acho que explica bem a receita. Por favor, me digam o que acharam!!!




Mini-Churros

Utensílios utilizados: peneira, uma tigela grande, uma colher de pau, uma panela pequena, um copo grande, saco de confeitar com bico pitanga, xícaras e colheres medidoras, uma escumadeira para fritura, 2 pratos  papel toalha e uma tesoura.

125g de farinha  - o peso da farinha dependo um pouco do produto utilizado, 1 xícara pesa cerca de 135g (veja mais na página de Medidas)
1/2 colher de chá de fermento químico
1 pitada de sal
1 colher de sopa de azeite
225ml de água fervente

óleo para fritar - cerca de 800ml, depende do tamanho da sua panela

1/2 xícara de açúcar mais canela a vontade, para passar os churros.

1- Em uma tigela grande peneire a farinha, o fermento e o sal;
2- Junte o azeite na água fervente, desligue o fogo e junte este líquido a mistura de farinha;
3- Mexa até encorporar e deixe descansar por 10 minutos;
4- Coloque dentro do saco de confeitar. Coloque o óleo para fritura para esquentar. Quando o óleo estiver no ponto aperte o saco de confeitar sobre a fritura, esprema até o tamanho desejado (eu utilizei 6cm) e corte a massa com a tesoura;
5- Frite até que os churros estejam dourados, pegue-os com uma escumadeira e coloque para escorrer na peneira. Depois de alguns minutos coloque os churros da peneira no papel toalha e só então passe na mistura de açúcar e canela.




Calda Maravilhosa de Chocolate e Amendoim

75g de creme de leite
100 de chocolate ao leite picado
100g de creme de amendoim
3 colheres de sopa de mel

Coloque tudo em uma panela e leve ao forno até derreter.


DICA
Como olhar o ponto do óleo. Espere um pouco, você verá que ao esquentar o óleo começará a se movimentar. Então coloque um miolo de pão, se o miolo dourar em alguns segundo o óleo está bom. Se o miolo demorar para fritar, deixe o óleo esquentar mais um pouco e se o miolo queimar, abaixe o fogo que o óleo está muito quente.  Veja a foto abaixo:



1 de janeiro de 2014

Viena


O maior clássico de Viena. Maravilhosa!


Seguindo a mesma receita há 100 anos!


Meu preferido!


Doces maravilhosos e esta "noodle soup" estava divina!


O estilo do café é a minha cara, queria morar lá.

Feira de Natal. Eba!


Tomando um chocolate quente!
Pic-nic

 A qualidade do cachorro quente com a oferta de vinhos e champanhe em taças é o diferencial







Uma coisa é certa, você definitivamente comerá muito e bem em Viena!
Lau
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...